"Incentivar a leitura é a forma mais eficaz de disseminar cultura e valores, incitar a imaginação e despertar a criatividade."
Elaine Sekimura

Viciado (Hot), por Charlotte Feathertone

Amigos desde a infância, Anaís Darnby e Lindsay Markham guardaram por muito tempo uma paixão secreta um pelo outro.

O Livro dos Espíritos, por Hippolyte Léon
Livro: Viciado (Addicted)
Autor: Charlotte Feathertone
Edição: Vol. 1
Categoria: Romance, Hot
Formato: PDF
Linguagem:Português           
Lançamento: 2010
Download: Disponível
Valor: Grátis 


Sinopse:

Quando finalmente confessam seu amor, o futuro juntos parece assegurado, selado com um abraço ardente.

Mas quando o devasso Lindsay é seduzido por uma dama calculista da sociedade, Anaís devastada busca refúgio na cama de outro homem enquanto Lindsay retira-se para o exótico Oriente.
Lá, é seduzido novamente, desta vez pela sedutora fumaça vermelha e a sinistra beleza do ópio.
De volta para casa, o vício de Lindsay é alimentado pela moda por todas as coisas orientais, especialmente os prazeres sensuais, tão em moda na sociedade de Londres.
Em seus momentos de lucidez, Lindsay ainda cobiça Anaís, que não pode permitir que ele se aproxime, nem esquecer seu toque ardente.

Torturado por duas obsessões, o ópio e Anaís, Lindsay deve finalmente decidir com o que realmente não consegue viver sem.

Prólogo

Escravo. Servo. Viciado. Os outros que vieram antes foram chamados de tais coisas, mas eu prefiro pensar em mim como um discípulo, um devoto seguidor da minha amante voluptuosa.
Dizem que minha amante tem uma beleza sinistra, e talvez eles estejam certos. Mas quando me pego em seu abraço inebriante não há nada de sinistro nela. Como pode ser má, quando ela inunda o meu corpo em mil êxtases? Como ela pode ser qualquer outra coisa senão uma feiticeira radiante quando me leva às alturas nunca antes experimentadas?

Não, minha amante é muitas coisas, mas não é uma personalidade fraca em um manto diáfano. Na verdade, ela exige muito de mim, mas eu sei como persuadir e mimá-la para que sua pele negra responda às minhas mãos hábeis. Entre meus dedos, ela se derrete como uma mulher no meio do clímax.

Eu a aqueço cuido dela, espero pacientemente que me cubra em seu abraço sensual e suave. Eu a adoro.

O meu relacionamento com a minha amante é simples. Eu sei o que ela quer de mim, ao mesmo tempo entende e satisfaz as minhas necessidades. Como qualquer amante é, às vezes, exigente ao ponto da asfixia, sempre querendo e precisando de mais. Mas quando eu estou com ela, me ama como se nada ou ninguém a possuísse.

Tudo que ela quer é o meu regresso, noite após noite, hora após hora. E eu volto com grande expectativa. Sempre acolhe o meu regresso a casa com os braços estendidos e juntos vamos fazer o amor mais doce e decadente, um amor em que dois se tornam um. Onde me torno tão enrolado em seus poderes de onde nunca quero sair.

Ela está aqui agora, eu percebo como vejo os dedos cinzentos de sua chegada começar a rodopiar a partir do altar que já preparei para ela. Logo estará enrolando os dedos no meu cabelo, acariciando meu rosto, cobrindo a boca com a sua beleza evocativa. Vou sentir sua fragrância inebriante na minha língua, inalar seu cheiro agridoce profundamente em meus pulmões. Minha mente ficará embaçada, vai começar a vagar e flutuar. Voltarei a cair na minha almofada de veludo vermelho, embriagado de expectativa enquanto eu observo os casais ao redor fazendo amor. Eu os vejo como um voyeur desencarnado. Nem mesmo os sons e as imagens de uma orgia em torno de mim pode me excitar tanto como o pensamento que minha amante me invoca.

Luxuriantes traseiros femininos, nus e pálidos, estão diante de mim. Seios de todos os tamanhos e cores me tentando e convidando. Bocetas, reluzentes, prontas para o acesso tentando me seduzir, mas eu espero por minha amante, como qualquer amante dedicado faria. E vale a pena esperar, porque quando eu estou excitado e ansioso, minha encantadora amante vai me consumir com seu fogo e me satisfazer com seus cuidados e atenções habilidosos que são muito mais agradáveis do que ver o espectro sonhador dos casais nus se contorcendo diante de mim. Enquanto eles desfrutam uns dos corpos dos outros, eu só posso encontrar satisfação e prazer nos braços de minha feiticeira.
Entre os tentáculos tênues minha amante sobe como Vênus a partir de sua concha. Ela me chama e eu lhe permito assumir, com suas mãos ávidas passando consecutivamente por meu corpo e mente em um frenesi de tentações orgásticas.

Com um sorriso eu esqueço as mulheres que estão aos meus pés. Eu não mais ouço seus gemidos, os sons do roçar de carne contra carne. Não mais as vejo cavalgando o grupo de homens enquanto agitam os cabelos por cima dos ombros e lançam-me um olhar que me convidam a me juntar a sua festa. Em vez disso, eu caio para trás e permito que minha amante me cubra plenamente até que eu me sinta sufocado em seu perfume inebriante.

Logo sua névoa etérea vai começar a evaporar e partir como os galhos de uma árvore ao vento, me revelando a mulher de carne e osso dos desejos de meu corpo. Esta mulher de carne que nunca se encontrará aqui neste antro de prazer. Este é o momento em que eu vivo com a minha amante. Este poder que tem de evocar minhas mais sagradas e privadas fantasias. O deslumbramento me seduz acenando com o vislumbre da mulher que desejo, a mulher que governa meu coração por tanto tempo que não vejo nenhuma outra, exceto a ela. Não desejo ninguém mais além dela.

Através dos olhos de pálpebras pesadas eu vejo a minha amada de carne e osso, sua pele pálida tingida da cor creme, seu cabelo longo, dourado e brilhante como uma seda da cor do milho ao sol quando diante da vela no queimador de bronze. Através dos vapores, eu posso vê-la se despir para mim, seus seios saltando de seu vestido. Não mais seguros eles são exuberantes e cheios, os mamilos cor de rosa pálido e perolados, esperando por minhas mãos e boca para mostrar seu prazer.

Lentamente, como se a estender o meu tormento, ela espera para revelar o resto de sua linda forma. Mas eu espero pacientemente, permitindo que minha amante mantenha sua posse para mim até que a sua beleza possa percorrer os tentáculos que torcem a fumaça e cair aos meus pés. Está sempre nua meu anjo, e ela sempre me deseja. O meu verdadeiro eu. O homem que sou. Mesmo que minha amante esteja lá assistindo, sussurrando em meu ouvido.

É sempre um ménage, essa aproximação. Sempre a minha amante fica entre meu amor de carne e eu. Mas neste mundo de fumaça vermelha e sonhos, as duas me mantêm extasiado e convivem harmoniosamente lado a lado. Não existe raiva. Nenhuma inveja mesquinha por minha atenção. Não exigem que eu abandone nem a uma ou a outra. Porque eu não poderia. Preciso de ambas como preciso de ar. Uma governa minha mente e minhas forças e a outra, o meu coração, alma e corpo. Para uma sou um homem, um aristocrata com um segredo. A outra conhece o que eu sou. Um viciado em ópio.

Escravo, servo, viciado. Suponho que o sou. Mas prefiro pensar em mim como um discípulo. É muito mais aceitável acreditar que neste caminho que entro é baseado em devoção e fé, não pelos laços da escravidão.

" Viciado (Addicted), por Charlotte Feathertone"


Baixar Viciado (Addicted)
  • Viciado (Addicted), por Charlotte Feathertone Download Grátis
  • Viciado (Addicted), por Charlotte Feathertone Resenha Sinopse
Importante Prós
  • Funcionalidade descomplicada
  • Ótimo desempenho
  • Fácil de ser utilizado
  • Baixo consumo de recursos do dispositivo
Importante Contras
  • Para melhor performance necessita de um dispositivo compatível
  • Interface sem muitos recursos gráficos
Requisitos: Este livro foi desenvolvido para os dispositivos iOS, Readers e alguns recursos podem não funcionar como planejado com um mouse ou trackpad. Para visualizar este livro, você deve ter um dispositivo iOS com iBooks 1.3.1 ou posterior e iOS 4.3.3 ou um Kindle.